Notícias

Os impactos da Filantropia na região

Parece um tema fácil mas, na verdade, é de difícil mensuração.
Nossos ambulatórios ainda estão no papel, o projeto filtro teve que sofrer uma paralisação pois todos os recursos e campanhas foram voltados para a compra de alimentos, devido ao crescimento do desemprego no período de isolamento social.
A doação das cestas básicas de emergência, café da manhã, refeições, roupas e cobertores são ações que visam, de maneira imediatista, amenizar a fome, o sentimento de desamparo e a dor daqueles que nada possuem.
Não iremos, por meio destas doações, ofertar uma possibilidade de mudança da situação de miserabilidade em que vivem.
Não estou a minimizar a importância desta atividade pois, quando não se tem nada em casa para comer ou dar para os filhos, não dá para esperar!
Sabemos sim que , se quisermos de fato ajudar aquelas pessoas e seus filhos a construírem um futuro diferente, devemos ofertar cursos para uma melhor qualificação e oportunidade de emprego mas, neste cenário de caos, o que podemos fazer é ajudar, no que for possível com doação de alimentos e muito respeito.
Sim, nossa Instituição acredita na força da educação como motor de transformação! O reforço escolar, cursos de informática nas plataformas EAD, brinquedoteca sofreram apenas uma paralização, mas assim que tudo isto acabar serão retomados.
Claro que teremos que reavaliar nossa organização. Todos nós teremos que rever a Nossa conduta e hábitos depois deste período de isolamento social, mas iremos seguir trabalhando.
São muitos os projetos e a cultura (música, dança, espaço de exposição de fotos) é indispensável para a construção de um ser humano saudável e mais feliz.
Muito do que fazemos irá repercutir no futuro, pois são sementes que são lançadas para aqueles que querem e tem força para mudar.
Como dissemos no início, é difícil mensurar o impacto da Filantropia na região pois, quanto mais pensamos, vemos que ainda temos muito a fazer. Por ora, fica apenas o sentimento de que não abandonaremos ninguém. Trabalharemos com afinco para seguir com as doações de alimentos e, quando tudo isto acabar (PORQUE VAI ACABAR!), nós estaremos no mesmo endereço, firmes em nossas convicções e mais fortalecidos para o que está por vir.
Um grande abraço!
Alexandra Nanan Carré
DFAS

veja mais notícias